> TABOCAS NOTICIAS : Serviços de saúde terão cinco dias para informar sobre violência contra mulher



sábado, 31 de março de 2018

Serviços de saúde terão cinco dias para informar sobre violência contra mulher

Foto: Reprodução / Pixabay
Serviços de saúde públicos e privados terão um prazo de cinco dias para informar à polícia ou ao Ministério Público, a partir da data de atendimento da mulher vítima de violência. A exigência faz parte de um projeto de lei (PLS 308/2016), aprovado pela Comissãoi de Constituição, Justiça e Cidadania na quarta-feira (21). O projeto foi elaborado pelo senador Elmano Férrer, filiado ao PMDB-PI, e será enviado à Câmara dos Deputados se não houver recurso para que seja votado pelo Plenário do Senado.

A proposta vai alterar a Lei 10.778/2003, que já determina a notificação compulsória dos atos de violência doméstica, mas sem definir prazo ou os órgãos destinatários. Embora a legislação já obrigue os profissionais dos serviços de saúde, públicos e privados, a realizar a notificação compulsória dos atos de violência doméstica, é certo que não foram fixados os órgãos destinatários da comunicação, tampouco o prazo para que ela se efetive, o que torna a exigência frágil”, explica Elmano na justificativa do projeto.

De acordo com o site da revista Claudia, a senadora Simone Tabet (PMDB-MS) relatora na CCJ, deu parecer favorável à proposta e ressaltou que a medida sugerida por Elmano define para quem fazer a denúncia de violência contra a mulher e também em quanto tempo essa denúncia deve ser feita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário