quinta-feira, 29 de março de 2018

“Estamos perdendo a soberania nacional”, diz Lula em Curitiba

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva encerra nesta quarta-feira (28), em Curitiba, uma agitada caravana pelo Sul do Brasil, durante a qual dois ônibus de sua comitiva foram alvo de tiros. O evento de apoio a Lula começou às 17h30, na Praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba. Lula subiu ao palco montado na praça lotada às 19h50. Ao subir no palco, acompanhado de crianças, Lula foi ovacionado. As informações são do Bem Paraná.

Ele comentou sobre os atentados sofridos por sua caravana em passagem pelo Paraná. “Entramos no Paraná. E pensei: é um estado tranquilo. Mas chegamos na fronteira e avisaram que estavam bloqueando a entrada de Francisco Beltrão. Nós demos a volta e enrolamos eles. Chegamos lá, tinha gente deles lá. Depois fomos em Foz do Iguaçu, lá tacaram pedra. Fomos para Quedas do Iguaçu até que em Laranjeiras aconteceu os tiros. Tem que responsabilizar”, disse Lula.

“Em São Borja, só queríamos fazer uma homenagem ao Getúlio e um protesto contra o que estão fazendo com os trabalhadores. Eles soltavam rojão e eu dizia, ‘não solta, deixa pra soltar dia 1º de janeiro, quando eu tomar posse como presidente”, reafirmou.

“Temos mais de 500 capas de jornais falando mal de mim. O que não se conformam é que quanto mais falam mal de mim, mais eu cresço nas pesquisas. Alguns ontem defenderam os ataques à caravana. E a imprensa extrangeira atacou os fascistas. Aí hoje todo mundo mudou de opinião”, disse. “Ninguém pode dizer que Lula é agressivo. Nunca viram um ataque contra qualquer outro candidato”, afirma. Leia Mais »

Nenhum comentário:

Postar um comentário