quinta-feira, 21 de maio de 2015

Bacelar sugere legalização de jogos de azar para cobrir déficit da Previdência

Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ BN
O deputado João Carlos Bacelar (PTN-BA) defendeu, nesta quinta-feira (21), a legalização de jogos de azar para arrecadar dinheiro com impostos e utilizá-lo para cobrir rombos como o déficit da Previdência Social. Segundo o parlamentar, as apostas clandestinas movimentam cerca de R$ 18,9 bilhões por ano no país. Somente o jogo do bicho movimentaria R$ 12 bilhões, em uma modalidade que tem 350 mil pontos de apostas e emprega 450 mil pessoas. O deputado disse ainda que o jogo na internet também tem grande representatividade, somando 6,8 milhões de apostadores. “No período da Copa do Mundo, os brasileiros apostaram cerca de R$ 330 milhões de reais na internet, e esse dinheiro não foi tributado. Estamos deixando de ganhar muito dinheiro com as apostas ilegais”, alegou. “O governo poderia usar os recursos provenientes da arrecadação do jogo para cobrir o déficit da Previdência Social, por exemplo. Precisamos acabar com a hipocrisia e a demagogia, sendo a favor da legalização, para a geração de riquezas e a redução das desigualdades neste país”, concluiu. Os jogos de azar foram proibidos no Brasil em abril de 1946, após o então presidente Eurico Gaspar Dutra argumentar que o jogo era "degradante" para o ser humano. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário