> TABOCAS NOTICIAS : Mulher dá R$ 4,7 milhões para vidente limpar sua "negatividade" e "má energia"



segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Mulher dá R$ 4,7 milhões para vidente limpar sua "negatividade" e "má energia"

Uma mulher deu mais de R$ 4,7 milhões (US$ 2 milhões) a uma vidente de West Palm Beach, na Flórida (EUA), para limpar a "negatividade" e a "má energia" de sua vida, informou nesta segunda-feira (30) o jornal Sun Sentinel. 
Stacy Caputo, que vive em Connecticut, explicou que, durante cinco anos, acreditou que Tiffany Ava Mitchell entregava para instituições beneficentes o dinheiro que ela dava com o objetivo de resistir à infelicidade que sentia. 
Ela começou a suspeitar da vidente depois de vê-la em um programa de fofocas de celebridades na TV envolvida em um famoso caso com a atriz Lindsay Lohan.
Foi então que Stacy passou a pedir à mulher, conhecida como "Ava", comprovantes das doações feitas para caridade. 

Como não os recebeu, decidiu denunciar os fatos à polícia, que considerou que não há provas suficientes para abrir uma investigação. 
Stacy, de 45 anos, afirmou que conheceu a vidente em 2006, depois que uma mulher se aproximou dizendo que tinha uma premonição sobre ela e lhe recomendou que fizesse uma leitura. 
Ela explicou que, naquela época, apesar de ter uma próspera carreira como agente imobiliária, era infeliz por conta de problemas sentimentais, e por isso resolveu seguir os conselhos da vidente. 
A adivinha recomendou a venda de todas as propriedades e a doação do dinheiro para obras de caridade. 

Stacy fez tudo sem pedir comprovantes dos pagamentos e sem saber quais instituições receberiam os valores.
O caso aconteceu depois que em novembro uma mulher de Boca Raton, no litoral da Flórida, pagou R$ 256 mil (US$ 109 mil) a uma vidente que disse que ela sofria uma maldição e que poderia eliminar o "mau-olhado". 
A falsa vidente, Stephanie Thompson, disse à mulher enganada que, se não entregasse o dinheiro, poderia ter o mesmo tipo de câncer que a mãe da vítima do estelionato teve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário