> TABOCAS NOTICIAS : Deputado depõe por suposto plano de Bola de matar envolvidos no Caso Bruno



segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Deputado depõe por suposto plano de Bola de matar envolvidos no Caso Bruno

O deputado Durval Ângelo (PT) foi ouvido, na tarde desta segunda-feira, sobre o possível plano do ex-policial civil Marcos Aparecido, o Bola, para matar algumas pessoas envolvidas no crime que envolve o goleiro Bruno Fernandes. O plano do ex-policial foi revelado em abril deste ano, por um detento que dividia a cela com ele na Penitenciária Nelson Hungria. De acordo com o homem, o primeiro nome da lista seria o da juíza Marixa Fabiane, que preside o processo do sequestro, morte e ocultação do corpo de Eliza Samudio. Em seguida, vem o delegado Edson Moreira, o advogado José Arteiro, e o deputado Durval Ângelo.

O parlamentar foi ouvido pelos delegados Wilson Luiz e Islande Batista. Durante cerca de 40 minutos, ele afirmou que não sofreu ameaças e que apenas ouviu falar sobre o fato. Também afirmou que já anda escoltado desde quando a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa começou a investigar um suposto grupo de extermínio no Grupo de Resposta Especial (GRE) da Polícia Civil. Bola era um dos integrantes do GRE.

Após ouvirem Durval Ângelo, os delegados afirmaram que devem ir ao Mato Grosso do Sul para falar com o traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o “Nem”, de 35 anos, que está preso no Presídio Federal de Campo Grande. Ele é apontado pelo detento que dividiu cela com Bola na Penitenciária Nelson Hungria como a pessoa que iria planejar as mortes.

Segundo os delegados, nenhuma pessoa ouvida até agora confirmou as ameças. A polícia ainda pretende ouvir a juíza Marixa Fabiane, o delegado Edson Moreira e os advogados Ércio Quaresma e José Arteiro. De  Estado de Minas - TV Alterosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário