quarta-feira, 14 de junho de 2017

MPF vai recorrer da decisão de Sérgio Moro de absolver Adriana Ancelmo

Foto: Amando Paiva/ Agif
O Ministério Público Federal (MPF) vai recorrer da decisão que absolveu Adriana Ancelmo, ex-primeira-dama do Rio de Janeiro. A absolvição foi proferida pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, no Paraná. O MPF também vai recorrer da decisão que absolveu Mônica Macedo, mulher do ex-secretário de governo Wilson Carlos. O órgão afirma que também irá pedir o aumento da pena imposta ao ex-governador Sérgio Cabral, condenado a 14 anos e dois meses de prisão por lavagem de prisão. Para o Ministério Público, a decisão de Sérgio Moro demonstra o funcionamento célere da Justiça, mas questiona a absolvição. Moro absolveu Adriana Ancelmo por considerar que não há provas de que ela cometeu crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. O recurso será apresentado ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). O órgão sustenta que há provas sim de que Adriana e Mônica participaram dos crimes de forma consciente. Moro absolveu Adriana no processo sobre pagamento de propina pelas obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Mônica também foi inocentada. Cabral foi condenado com base em provas e depoimentos de delação de executivos da construtora Andrade Gutierrez. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário