segunda-feira, 19 de junho de 2017

Danilo Gentili reage e pede para MPF investigar a Deputada Federal Maria do Rosário

O humorista Danilo Gentili, em mais uma polêmica relacionada à sua pessoa, pediu para o Ministério Público Federal (MPF) investigar eventual prática de improbidade administrativa da deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). 

Segundo o advogado de Gentili, a parlamentar usou a estrutura da Câmara para censurá-lo. Para quem não se recorda, semanas atrás a deputada Maria do Rosário mandou uma notificação ao humorista pedindo para ele apagar publicações relacionadas à ela e sua filha menor de idade, sob pena de multa diária de R$ 500. 

Logo após receber o documento, Gentili, conhecido pelo seu gênio forte e por não ter “papas na língua”, publicou um vídeo rasgando a notificação da Procuradoria Parlamentar e, em seguida, colocando o conteúdo dentro de suas calças. Segundo o jornalista do Uol, Miguel Arcanjo Prado, o vídeo do apresentador do SBT irritou a direção da emissora, que considerou o conteúdo “obsceno e imaturo”. 

O apresentador não comentou o que a emissora achou sobre seu procedimento, focando em se defender contra a deputada. “Nós entendemos que a deputada Maria do Rosário não deveria, de forma alguma, ter utilizado a estrutura da Câmara para notificar Danilo Gentili. Ela buscou, no nosso entendimento, censurar uma pessoa usando a máquina pública, algo absolutamente impensável”, disse Maurício Bunazar, advogado de Gentili. 

O pedido foi protocolado e está em trâmite no MPF. “O que ensejou a notificação foram tweets que eles trocaram que nada tinham a ver com a posição parlamentar. Era uma posição da Maria do Rosário, não da deputada”, concluiu Bunazar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário