sexta-feira, 21 de julho de 2017

Temer nomeia Ficha Suja

O presidente Michel Temer nomeou diretor da Dataprev (estatal de tecnologia da Previdência) um condenado por improbidade e impedido de ocupar cargo público. Júlio César de Araújo Nogueira foi condenado em dezembro pelo juiz Francisco Ribeiro, da 8ª vara federal de Brasília, por supostas malfeitorias no Ministério da Agricultura, e a sanções civis (devolver dinheiro) e políticas (não pode se candidatar). Para o Palácio do Planalto não há impedimento já que cabe recurso da sentença.
Impedimento
Júlio César de Araújo Nogueira tem costas quentes: mesmo condenado (e à revelia), até ontem era secretário-executivo adjunto da Casa Civil. Nogueira foi condenado por improbidade e a devolver R$ 3 milhões aos cofres públicos, em valores de 2012.
Bolso forrado
O salário de Júlio Cesar na Casa Civil era R$36,5 mil, além de R$11,2 mil em jetons do Finame e do Ceitec, centro de tecnologia do governo. A Dataprev se livrou apenas ontem dos “carrapatos” que se agarravam aos cargos de diretoria desde o governo Lula, apesar do impeachment.

Nenhum comentário:

Postar um comentário