quarta-feira, 30 de outubro de 2013

CRAVOLÂNDIA-BA: Prefeito diz que ”prefeituras baianas deveriam ficar fechadas por um mês”

”O certo seria fechar as prefeituras por um mês”, afirma Lemos
O prefeito de Cravolândia, Naelson Lemos (PT), disse que as prefeituras baianas deveriam fechar as portas por um mês, ao comentar sobre a paralisação por 24 horas das prefeituras que aderiram ao movimento ‘‘SOS Municípios” na última sexta-feira (25). Para o gestor, a paralisação das atividades por 24 horas não sensibiliza o governo para os problemas financeiros enfrentados pelas prefeituras. ”O certo seria fechar as prefeituras por um mês, para o governo federal perceber as dificuldades que os municípios estão passando. A arrecadação vem caindo de uma maneira que, nós, prefeitos, que representamos prefeituras com arrecadação do FPM de 0.6 não estamos conseguindo administrar”, lamenta. O prefeito afirmou que o município de Cravolânda ainda sente o reflexo das demissões que foram efetuadas pela Prefeitura neste ano de 2013. Cerca de 122 funcionários contratados foram exonerados em função da queda na arrecadação do Fundo de Participação dos Municípios, segundo Decreto assinado pelo mandatário. O petista revela pretensão de readmitir os servidores despedidos, mas alega que o problema da situação econômica ainda lhe impede de fazer contratações. ”Estamos lutando para analisar a possibilidade de voltar a contratar, principalmente os servidores que foram demitidos, mas as contratações podem ocorrer paulatinamente”. O prefeito acrescentou em entrevista ao Blog Marcos Frahm que o futuro é de “otimismo e esperança” para Cravolândia. ”Apesar da crise, nós estamos mantendo os serviços essenciais, recuperando estradas vicinais, escolas e em breve teremos boas noticias para o nosso povo”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário