quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Governo estuda mudança da meta fiscal para pior (mais cortes e mais receita)

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, reconheceu ontem que a necessidade de mudança da meta fiscal está sendo analisado, mas ressaltou que, no momento, a meta perseguida pela equipe econômica é a aprovada pelo Congresso Nacional, que admite um déficit de R$ 139 bilhões. 

O ministro falou à imprensa após reunião com o ministro das Finanças do Reino Unido, Philip Hammond. 

Meirelles disse ainda que há a expectativa de aprovação dos itens mais importantes da reforma da Previdência. De acordo com o ministro, a expectativa é de que o modelo aprovado traga ganhos fiscais no patamar que a equipe econômica julga aceitável. "Só pensaremos em medidas compensatórias caso o benefício fiscal da reforma seja menor do que o necessário. Não acreditamos no momento que será necessária medida compensatória, se for, apresentaremos no momento certo", acrescentou.

O governo monitora ainda a aprovação de projetos que poderão render uma maior arrecadação, entre eles o da reoneração da folha e do novo Refis. http://polibiobraga.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário