segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Exemplo inspirador <> Morador de rua produz e vende crochê com agulhas feitas por ele mesmo

Morador em situação de rua garante renda vendendo peças de crochê tricotadas com agulhas feitas por ele mesmo
Clayton é morador em situação de rua que vive no município de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Ele costuma ficar na rua Timbiras, no centro da cidade, e já passou por vários momentos difíceis na vida, mas conseguiu superar cada um deles de uma forma bastante interessante: fazendo crochê e tricô.

Como sempre teve habilidades manuais, ele decidiu começar a fazer os trabalhos para conseguir um dinheirinho e, para isso, fabricou com as próprias mãos as ferramentas que necessitava para dar início à atividade: agulhas e um apoio para girar carretel de linha.

O trabalho, além de (claro!) garantir renda para Clayton comprar comida e conseguir lavar roupas, entre outras necessidades, também evita que ele “caia nas tentações que a rua oferece”, em suas próprias palavras. Parte do dinheiro que junta ainda vai para uma poupança que está fazendo para conseguir alugar um quartinho no futuro.

A vizinhança já é freguesa! Compra com ele caminhos de mesa, bicos de toalha, panos de prato, cortinas e até roupas. Com o negócio crescendo, ele já possui até catálogo em que mostra para os clientes suas principais peças.

Sem frescuras para trabalhar e sempre muito disposto, Clayton aceita encomendas e nunca nega um serviço. “Ele é muito caprichoso. Minha sobrinha tem um biquíni lindo feito por ele”, conta Rosa Kelles, uma de suas clientes, que indica o serviço.  Tem muita gente talentosa na rua, não é não?
Foto: Rosa Kelles / http://thegreenestpost.bol.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário