quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Dez ministros são exonerados para votar contra denúncia da PGR na Câmara dos Deputados

COISA DE BRASIL
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Dez ministros de Estado foram exonerados pelo presidente Michel Temer como uma das estratégias para barrar a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) na Câmara dos Deputados. A saída foi oficializada no Diário Oficial desta quarta-feira (2), dia de votação do acatamento ou não da denúncia. O presidente exonerou os ministros Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Mendonça Filho (Educação), Bruno Araújo (Cidades), Fernando Coelho Filho (Minas e Energia), Osmar Terra (Desenvolvimento Social), Leonardo Picciani (Esporte), Sarney Filho (Meio Ambiente), Ronaldo Nogueira (Trabalho), Marx Beltrão (Turismo) e Maurício Quintella (Transportes). A estratégia foi anunciada na semana passada (relembre aqui) e incluía outros dois ministros: Raul Jungmann (Defesa) e Ricardo Barros (Saúde). BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário