terça-feira, 11 de julho de 2017

RJ: Goytacaz conquista Taça Santos Dumont e se aproxima do acesso; foi nos pênaltis

Alvianil garante troféu e vaga nas semifinais gerais, que definirão times a subirem
Autor: Gabriel Farias / Fotos: Carlos Junior (FutRio)

O Goytacaz deu um passo do tamanho da sua grandeza rumo ao fim do jejum de 25 anos longe da elite do Campeonato Carioca. Na final da Taça Santos Dumont realizada neste sábado (8), no Estádio de Moça Bonita, o Alvianil derrotou o Audax Rio nos pênaltis, por 5 a 4, após empate sem gols no tempo normal.

Além de levantar o troféu do primeiro turno de forma invicta, o Goyta se garante na semifinal geral da Série B1, que apontará os dois times que sobem para a Primeira Divisão em 2018. Na Taça Corcovado o time da Rua do Gás vai jogar focado principalmente na classificação geral, que dará vantagem do empate - aos dois melhores colocados - justamente na etapa decisiva da competição.

Com uma semana para festejar e baixar a poeira, o Goytacaz estreia na Taça Corcovado no dia 15, quando visita o Carapebus, no Ferreirão. Já o Audax joga pela Copa Rio na quarta-feira (12), recebendo o Volta Redonda em Moça Bonita, pelas oitavas de final (jogo de ida).

No tempo normal, muita tensão e nada de gols
No primeiro tempo o que se viu foi muita estratégia de ambos os lados. O Audax controlou completamente a posse de bola, mas sem conseguir finalizar. Um chute sem força de Gilcimar foi o principal momento do time de São João de Meriti, que não conseguia furar o bloqueio azul.

Do outro lado, as escapadas em velocidade com Luquinha eram o expediente preferido. Só que, assim como o Audax, o Goytacaz também pecava no último terço de campo. Uma cabeçada de Cleiton na trave quase tirou o zero do placar, mas o árbitro assinalou posição irregular do defensor.

Um segundo tempo igualmente tático. Assim foi a metade final do confronto. O Audax iniciou dominando novamente. O Goyta igualou as ações e passou a pressionar com a entrada de Rodriguinho na vaga de Leandro Cruz. Com três atacantes, o time do Norte Fluminense foi se aproximando do gol defendido por Carné.

Aproveitando a maior presença ofensiva, o Goyta assustou com Cleiton, que pegou sobra de escanteio e colocou o arqueiro da casa para trabalhar. A resposta veio aos 30, quando Sávio tabelou com Gilcimar e adentrou a área batendo cruzado. Paulo Henrique defendeu em dois tempos.

Com as entradas de Leandro Chaves e Emerson Carioca, o Audax Rio reassumiu o controle da partida, mas seguiu com grandes dificuldades para superar a melhor defesa da Segundona. Mayron, num chute forte que pegou na rede pelo lado de fora, quase fez no último grande momento. Era mesmo dia de disputa por pênaltis em Moça Bonita.

Perfeição do Goyta e Denilson vilão na marca da cal
Na disputa por pênaltis, os cobradores demonstraram qualidade e frieza. O Audax Rio acertou as quatro primeiras cobranças com muita qualidade, através de Rodrigo Yuri, Leandro Chaves, Emerson Carioca e Mayron. Da mesma forma o Goyta se manteve na cola com Almir, Rodriguinho, Igor e Oliveira superando Marcelo Carné.

Na última cobrança, coube a Denilson, craque do Audax, o papel de vilão. Mal durante os 90 minutos, ele errou o tiro na marca da cal, mandando para fora. Com isso a bola do jogo ficou nos pés de Gabriel Galhardo. Sem titubear, mandou para o fundo do barbante e decretou o título para o Alvianil. A Taça Santos Dumont vai pegar a estrada e desembarcar em Campos dos Goytacazes!

Após os 90 minutos, muita festa! Os cerca de 300 torcedores que encararam a estrada até Moça Bonita foram compensados com todo o carinho dos jogadores, que foram em direção às arquibancadas até o momento em que o capitão Edson ergueu o troféu!

A partida
Audax Rio (4) 0x0 (5) Goytacaz - Taça Santos Dumont, final - 08/07/2017 às 15h
Estádio de Moça Bonita (Rio de Janeiro - RJ)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Assistentes: André Roberto Smith Silveira e Wallace Muller Barros Santos
Cartões amarelos: Marcondele, Sávio e Rodrigo Yuri (AUD); Gabriel Galhardo, Gabriel e Almir (GOY)
Público: 737 pagantes (813 presentes)
Renda: R$ 10.050,00

Audax Rio: Marcelo Carné; Sávio (Emerson Carioca, 37'/2ºT), Vagner Eugênio, Zé Romário e Patric Salvador; Rodrigo Yuri, Arthur e Henrique (Leandro Chaves, 26'/2ºT); Marcondele (Mayron, 12'/2ºT), Denilson e Gilcimar. Técnico: Luciano Quadros.

Goytacaz: Paulo Henrique; Tenente, Cleiton, Edson e Almir; Gabriel, João Vitor, Gabriel Galhardo e Leandro Cruz (Rodriguinho, 13'/2ºT); Luquinha (Oliveira, 26'/2ºT) e Igor. Técnico: Paulo Henrique.

Pênaltis
Audax Rio: Rodrigo Yuri (O), Leandro Chaves (O), Emerson Carioca (O), Mayron (O) e Denilson (X).
Goytacaz: Almir (O), Rodriguinho (O), Igor (O), Oliveira (O) e Gabriel Galhardo (O).

Nenhum comentário:

Postar um comentário