sexta-feira, 7 de julho de 2017

Médicos orientam mulheres a secarem a genitália com secador de cabelo após relações

Embora o título possa soar bizarro, ele de fato é uma orientação feita pela ginecologista alemã Dr.ª Alyssa Dweck. Em seu livro “The Complete A to Z for Your V” (“Guia Completo de A a Z para sua V”, em tradução livre), a médica sugere que o método de secar a vagina com um secador após as relações sexuais pode prevenir infecções fúngicas. Com informações do Diário de Biologia.

Quando as mulheres entram em contato com os fluídos corporais de seus parceiros (ou parceiras), acabam trocando populações de bactérias e fungos, que se reproduzem livremente no canal vaginal. Isso pode acontecer até mesmo nas pessoas “mais limpinhas”.

“Normalmente, nosso sistema imunológico estará pronto para combater isso”, explicou Dr.ª Dweck em seu livro. Contudo, ela acrescenta que uma forma eficaz de evitar o problema é utilizando o secador para acabar com esse ambiente favorável à proliferação.

Como fazer
Tenha em mente que manter a região íntima limpa não só apenas evitará odores desagradáveis como também ajudará a prevenir problemas. Sendo assim, ao tomar banho, certifique-se que lavar bem a genitália, especialmente na parte internar, onde a probabilidade de proliferação de fungos é maior.

Considerando que os fungos se proliferam em locais úmidos, é importante secar bem a região íntima após o banho. Em seguida, utilize o secador em temperatura baixa para se livrar do excesso de umidade. Você verá que ele será mais eficaz do que uma toalha. [ Diário de Biologia ] [ Foto: Reprodução / Diário de Biologia ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário