quinta-feira, 20 de julho de 2017

Boquinhas, mais boquinhas

É impressionante o aumento de sinecuras e prebendas em Brasília. Em 2003, Câmara e Senado empregavam 8.648 pessoas. O número de parlamentares não se alterou, mas dobrou o de servidores: 16.381. O surto de distribuição de boquinhas fez crescer o custo anual da folha da Câmara, em 2016, foi de R$4,3 bilhões, dos quais pouco mais da metade (R$2,7 bi) se referem a servidores ativos. No Senado a mesma farra. Funcionários custam ao contribuinte R$3,3 bilhões por ano. São R$1,6 bilhão para os da ativa e R$1,7 bilhão para os inativos.  http://www.fabiocampana.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário