terça-feira, 4 de julho de 2017

Adolescente que teria sido morto pela mãe por ser gay nunca foi enterrado

Itaberli Lozano, garoto morto pela mãe com a ajuda de outros três jovens dentro de sua própria casa, por ser homossexual, ainda não teve o corpo enterrado em razão do resultado do DNA ter sido inconclusivo prejudicado pelo estado de decomposição e o segundo laudo ainda não possuir data para ser divulgado, apesar da policia Civil ter afirmado que o corpo é do garoto.

O corpo do jovem se encontra no Instituto Médico Legal (IML) de Ribeirão Preto (SP). O novo teste será realizado com material genético do avô paterno. 

O tio do adolescente, Dario Rosa reclamou pela demora “Enquanto isso, a gente tem que esperar. A gente sabe que o corpo é dele mesmo, mas, sem esse papel, a gente fica sem saber o que fazer. O mais difícil é ficar esperando todo esse tempo para enterrar.”

O corpo de Itabeli foi encontrado no dia 4 de janeiro de 2017, sua morte teria ocorrido dez dias antes da data, mas seu desaparecimento só foi registrado pela família dia 09 de janeiro. 

Após alguns dias sua mãe e seu padrasto foram presos e confessaram o crime. A mãe teria aliciado dois adolescentes para darem um “corretivo” no filho e depois teria o esfaqueado e ocultado o corpo queimando com a ajuda do marido, estão presos e aguardam julgamento. http://180graus.com/ronda-180

Nenhum comentário:

Postar um comentário