sábado, 28 de abril de 2018

Pesquisa desenvolve contraceptivo masculino que impede o espermatozoide de nadar

Após seis horas, a mobilidade do espermatozoide dos animais caiu em 20%.
Um estudo publicado na revista Plos One revelou que pesquisadores americanos estão desenvolvendo um anticoncepcional masculino que vai impedir o espermatozoide de nadar. Será utilizado um composto químico que torna o esperma mais lento e, portanto, menos propenso de chegar ao óvulo. No estudo, os pesquisadores injetaram doses altas e baixas do composto em macacos.

Após seis horas, a mobilidade do espermatozoide dos animais caiu em 20%. De acordo com o Ig, o professor aposentado da Faculdade de Medicina de Chapel Hill, na Carolina do Norte, Michael O’Rand, explica que mesmo em doses baixas, o composto químico, denominado EP055, reduz a capacidade do espermatozoide de se locomover e torna a concepção pouco provável. “Simplificando, o composto desliga a capacidade do espermatozoide de nadar, limitando significativamente a capacidade de fertilização”, diz O’Rand.

Nenhum comentário:

Postar um comentário