quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Suécia recusa Jogos Olímpicos para evitar gastos públicos

Enquanto isso, o Brasil sofre com atrasos e uso excessivo de dinheiro nos estádios para a Copa do Mundo 

A Suécia mostrou uma força política grande nesta terça-feira. Com a possibilidade de sediar as Olimpíadas de 2022, o país realizou uma votação entre os partidos políticos na semana passada, com apoio até do prefeito da cidade de Estocolmo, onde seria a sede.

O grande fato curioso foi a decisão dos suecos por não se candidatarem à disputa para receber o evento. O motivo é que a cidade tem prioridades mais importantes, e a conta para organizar os jogos seria alta demais e um eventual prejuízo teria de ser coberto usando dinheiro público.

A situação é praticamente uma aula para o governo do Brasil. Atualmente, o país está se preparando para sediar a Copa do Mundo de 2014 e sofre com problemas de atrasos e gastos exacerbados com o dinheiro público.

Curiosamente, o Brasil ainda vai sediar a próxima Olimpíada. O Rio de Janeiro é sede do evento esportivo de 2016 e a infraestrutura, atrasos e gastos absurdos são os pontos que mais preocupam os próximos anos do país sul-americano. Fonte: Especial Copa 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário