terça-feira, 30 de setembro de 2014

Médica é condenada nos EUA a 10 anos de prisão por envenenar amante


Da AP - A médica Ana Maria Gonzalez-Angulo durante seu julgamento na última sexta-feira (26) (Foto: Houston Chronicle, Gary Coronado/AP)

Uma médica foi condenada a 10 anos de prisão no Texas, nos Estados Unidos, após ser considerada culpada por envenenar um colega de trabalho, que havia sido seu amante, acrescentando um produto químico com sabor doce em seu café. A vítima sobreviveu.

O caso aconteceu em 2013. A oncologista Ana Maria Gonzalez-Angulo, de 43 anos, trabalhava no Texas Medical Center de Houston e se envolveu em uma relação amorosa e sexual com um colega pesquisador, o médico George Blumenschein.

Segundo os promotores, Ana Maria envenenou George com etilenoglicol após ele decidir encerrar o relacionamento para ficar com sua namorada, Evette Toney, com quem planejava começar uma família.

A médica foi considerada culpada por agressão agravada na última sexta-feira (26). A acusação havia pedido uma pena de 30 anos de prisão, mas os jurados decidiram por 10 anos. Ela terá que ficar pelo menos cinco anos presa antes de poder tentar a liberdade condicional.

George e sua namorada acompanharam o julgamento, mas deixaram o tribunal sem falar com os jornalistas. O médico prestou depoimento durante a audiência e disse que sua vida foi completamente mudada após o incidente – atualmente, seus rins funcionam com apenas 40% da capacidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário