domingo, 27 de novembro de 2016

A crise no FIES e a educação pública no Brasil

O Programa de Financiamento Estudantil (FIES) chega à sua cruel realidade. Por considerável tempo, foi como um paciente mantido vivo de maneira artificial para que parentes mais sensíveis alimentassem esperanças.

Agora se sabe que por meio de fraude que o Tribunal de Contas da União já identificou como “novas pedaladas”, o governo federal fez com que o programa se arrastasse, mesmo sem recursos; ou seja, com contabilidade maquiada, criaram-se expectativas e adiaram-se frustrações para estudantes de boa-fé. Tudo pela elegibilidade, a popularidade e a conveniência de plantonistas do poder. Com mais de dois milhões de contratos, o FIES agoniza nesses tempos de crise.

Nenhum comentário:

Postar um comentário