quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Fã e amigo de Raul Seixas guarda 5 mil objetos pessoais do 'pai do rock brasileiro'

Foto: Celso Tavares/G1
Há 30 anos o produtor musical Sylvio Passos se dedica a preservar em São Paulo o maior acervo que se tem conhecimento sobre Raul Seixas, morto no dia 21 de agosto de 1989 na capital paulista. 

São aproximadamente 5 mil objetos pessoais daquele que é considerado o 'pai do rock brasileiro'. “Sou detentor do maior acervo de itens pessoais do Raul, que o próprio Raul me deu. A mãe do Raul me deu”, diz Sylvio, de 56 anos, que de fã se tornou amigo do ídolo. 

De acordo com o G1, Sylvio tinha 17 anos quando conheceu o baiano Raul na capital paulista em 1981. Queria lhe contar que criou o primeiro fã-clube para o músico. Teve a autorização do artista e, desde então é presidente do Raul Rock Club. 

Atualmente ele também é detentor de tudo o que se possa imaginar que pertenceu ao astro: do primeiro violão que o cantor ganhou em Salvador aos 9 anos de idade até o pijama listrado que usou quando foi encontrado morto, no apartamento onde morava no Centro da capital paulista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário