sábado, 31 de agosto de 2019

Cientistas descobrem imunidade natural contra o HIV

Por: Só Notícia Boa
Foto: reprodução Times Live
Uma nova esperança para pacientes com HIV. Pesquisadores espanhóis descobriram uma imunidade natural contra o vírus da Aids. É uma mutação genética ligada à distrofia muscular de cinturas (DMC).

Eles acreditam que a informação pode abrir caminho para o desenvolvimento de novas drogas contra o vírus.

O estudo foi publicado na revista americana PLOS Pathogens. Segundo os autores do trabalho, a mutação atinge o gene Transportina 3 (TNPO3), identificado em uma família espanhola afetada pela DMC.

Os médicos tiveram a ideia de infectar com com HIV, em laboratório, amostras de sangue dessa família, após descobrirem que outra equipe de pesquisadores estudava justamente o papel desse gene no transporte do vírus da aids para o interior das células.

Após a experiência, os médicos observaram que os linfócitos, que são as células de defesa do organismo, apresentavam uma resistência natural contra o HIV. O vírus não foi capaz de infectar as células.

Os cientistas ainda não sabem o motivo, mas pelo menos 5% dos pacientes infectados com o HIV não desenvolvem a doença.

Paciente de Berlim
Até o momento, apenas uma outra mutação genética rara – do gene CCR5 – tinha sido identificada como capaz de inibir a propagação do vírus.

Conhecido como o “paciente de Berlim”, Timothy Brown se livrou do HIV após passar por um transplante de medula que lhe permitiu ter essa mutação.

A doença
Na contramão dos dados globais, o número de pessoas infectadas pelo vírus HIV no Brasil cresceu 21% nos últimos oito anos.

No mundo houve queda de 16% entre 2010 e 2018.

As informações foram divulgadas em julho pelo programa conjunto das Nações Unidas que trabalha exclusivamente sobre o tema, o UNAIDS. Com informações do Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário