quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Governo expulsou 643 servidores por irregularidades em 2018

O governo federal expulsou 643 servidores por irregularidades em 2018 – 516 funcionários foram demitidos, 89 tiveram a aposentadoria cassada e 38 foram retirados de cargos em comissão. O balanço foi divulgado pela Controladoria-Geral da União.

Os motivos foram variados, mas 65,8% dos casos têm relação com corrupção: improbidade administrativa, uso do cargo para obter vantagem pessoal, recebimento de propina e atos que geraram prejuízo ao patrimônio nacional. 

Outras situações como servidores que ocupavam cargos contra o previsto em lei, ou que abandonaram os cargos ou tiveram problemas com o cumprimento de horário, somaram 25%. 

O restante das das demissões estavam relacionadas a irregularidades como negligência e à participação em administração de entidades privadas, o que é proibido.

Segundo a CGU, o número registrado em 2018 foi o maior desde 2003, ano em que o levantamento começou a ser realizado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário