sábado, 29 de dezembro de 2018

Menino dominicano de 5 anos morre após 10 dias internado com raiva

Santo Domingo, 29 dez (EFE).- Um menino de cinco anos que estava internado com raiva humana em Santo Domingo morreu na manhã deste sábado, informou à Agência Efe Clemente Terrero, subdiretor do hospital Infantil Robert Reid Cabral.

O menor, que estava no hospital há dez dias, permanecia em estado de coma induzido e ontem seu quadro começou a se agravar, apresentando falhas respiratórias, cerebrais e cardíacas, explicou o médico.

Com esta morte, sobe para quatro o número de mortos este ano no país por causa desta doença, sendo esta a segunda vítima menor em menos de um mês.

Terrero solicitou "uma intervenção forte" das autoridades para que não ocorram novos casos de raiva humana, doença que quase sempre é fatal, indicou o subdiretor.

O menino foi mordido por um cachorro no dia 19 de novembro em Pedernales, no sudoeste da República Dominicana, e dez dias depois foi submetido a um esquema de vacinação antirrábica, recebendo quatro doses, de acordo com um relatório emitido então pelo hospital.

Na sexta-feira anterior, dia 14 de dezembro, outro menor, de seis anos, morreu vítima da doença no mesmo hospital, onde chegou também vindo de Pedernales, após ser mordido há cerca de sete meses por um cachorro.

De acordo com o Ministério da Saúde da República Dominicana, entre agosto e setembro deste ano, em Pedernales foi realizada uma campanha de vacinação em cachorros e gatos que conseguiu imunizar 4.708 animais, de uma população estimada de 5 mil. EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário