terça-feira, 30 de outubro de 2018

Economista da União Europeia diz que teme por brasileiros com Bolsonaro na Presidência

O francês Pierre Moscovici, chefe da pasta de Economia da Europa, adotou um tom diferente do conciliador de porta-vozes oficiais da União Europeia após a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) na eleição para Presidência da República no Brasil deste domingo (28). 

Moscovici abriu dissidência no grupo europeu ao dizer, nesta segunda-feira (29), que a imprensa, as minorias e a independência da Justiça serão os primeiros alvos do novo presidente eleito. “Quando eu vejo isso, eu me pergunto: democrata? Sinceramente comprometido com as liberdades?”, questionou o francês. 

“Temos que refletir o que é a democracia e a liberdade”, pediu. “Ela protege as minorias e impede a xenofobia”, completou. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário