domingo, 30 de setembro de 2018

Plano de saúde dos servidores públicos da Bahia não será privatizado

Lucas Borges Teixeira***Colaboração para o UOL, em São Paulo**Arte/UOL
Em meio ao debate sobre corte de gastos públicos, uma mensagem circula nas redes sociais com a informação de que o Planserv (Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais da Bahia), responsável pelo plano de saúde dos funcionários do estado, será privatizado.

"Soube agora, de fonte fidedigna, que o Planserv já não existe, foi terceirizado pela Qualicorp. Rui Costa [governador da Bahia] nega, porque a reação foi grande quando das primeiras divulgações e está tudo por baixo do pano para ele não perder voto", afirma o texto que circula pelo WhatsApp desde o início do mês.

Uma suposta publicação do Diário Oficial da Bahia começou a circular pelas redes sociais. "Fica instituída a substituição do Planserv pelo Qualicorp, com o objetivo de tomar medidas necessárias de aperfeiçoamento da prestação desse serviço para funcionários públicos, ativos ou inativos", diz o suposto comunicado.

FALSO: Planserv não será privatizado
O texto sobre a privatização do plano de saúde dos servidores baianos é falso e antigo. O UOLidentificou que diferentes versões da mensagem circulam nas redes sociais desde o final do ano passado. A partir do final de agosto, no entanto, surgiu o suposto comunicado do Diário Oficial.

O Governo da Bahia negou a informação. Ao UOL, a Saeb (Secretaria de Administração do Estado da Bahia), responsável pelo Planserv, afirmou que não há a intenção ou planejamento de privatizar o sistema de assistência "de forma alguma". LEIA TUDO AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário