segunda-feira, 30 de abril de 2018

Mais um encontro estranho no Palácio do Jaburu

Imaginem o presidente de um clube recebendo em casa, à noite, sem o conhecimento de ninguém, o árbitro da partida decisiva que acontecerá daí a poucos dias. Foi o que aconteceu na última semana quando o presidente Michel Temer recebeu no Palácio do Jaburu, num encontro fora da agenda, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes às vésperas da definição sobre o fim do foro privilegiado, e que nos próximos dias também estará votando num processo em que o chefe do Executivo Federal é acusado de cometer crime que traz riscos ao seu mandato. Aliás, Michel Temer já teve outros encontros na sua residência oficial cheios de suspeita, como aquele no porão do Jaburu na calada da noite, ou melhor, da madrugada. Como tem ocorrido com bastante frequência, Gilmar tem um amplo histórico de mudança de posição e de soltura de virtuais criminosos. Seja como for, episódios como o de agora só servem para minar a confiança que o povo precisa ter na Justiça do país.   por Airton Leitão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário