terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Brasil repatria quase R$ 750 mil de Nova York

Foto: Reprodução
O Brasil recuperou, só em janeiro deste ano, R$ 744 mil que estavam bloqueados no Merchants Bank, em Nova York. O dinheiro repatriado está relacionado a crime contra o sistema financeiro nacional e de lavagem de dinheiro e estava em nome de brasileiros, donos de uma empresa de viagens e turismo. A repatriação foi realizada por intermédio do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça (DRCI/MJ), após cooperação jurídica internacional. O Ministério da Justiça informou que as investigações foram iniciadas em 2003 pela Força-Tarefa CC5 (FT-CC5), envolvendo apuração sobre atividades de ex-correntistas da extinta agência do Banestado, em Nova York, "onde se constatou a existência de outros bancos americanos para a movimentação clandestina de recursos nacionais frutos de lavagem de dinheiro". As autoridades brasileiras verificaram a existência de investigações preliminares autônomas, realizadas por agentes e autoridades norte-americanas, em torno de vários dos alvos das apurações brasileiras. A investigação americana denominada Living Large descobriu que havia cerca de 39 contas no Merchants Bank de Nova York, todas de brasileiros, "com movimentações suspeitas, entre elas a conta bancária denominada Piedade/Allmer". O diretor do DRCI, Luiz Roberto Ungaretti, explica que, segundo as investigações, a conta foi aberta por réus brasileiros e utilizada como fachada no Brasil para a captação de clientes e de capitais de origem ilícita ou clandestina, para posterior remessa de valores ao exterior.  Leia mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário