quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Minha Casa, Minha Vida fez 3/4 das habitações em dez anos

“Entre 2008 e agosto de 2017, foram lançadas 6,3 milhões de unidades [habitacionais] no Brasil” , anunciou ontem um estudo realizado pela Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) e pela Fundação Instituto de Pesquisas (Fipe), da USP. Destas unidades, nada menos que 4,9 milhões, ou 77,8% , foram do Programa Minha Casa Minha Vida.

Oi seja: de cada dez moradias feitas no Brasil, oito foram do programa habitacional dos governos Lula e Dilma.

Ou eram, porque o Minha Casa, Minha Vida está virtualmente paralisado, com o nível de investimento praticamente “zerado”.

Quer dizer que o país que fazia 630 mil moradias por ano e chegou a fazer um milhão de lares em 2013, agora se contenta em fazer 300 mil.

Os recursos para o Minha Casa, Minha Vida caíram de R$ 13 bilhões, em 2015, para R$ 7,6 bi este ano e, em 2018, para apenas R$ 5 bilhões. Isso no Orçamento, sendo menor, provavelmente, o desembolso efetivo.

Portanto, para cada três famílias que alcançavam um imóvel, duas não alcançam mais.

E para onde irão estes “sem casa” que teimam em existir? Para a rua, para o morro, para o charco…

Para o mesmo lugar onde foram os milhões de empregos que essa atividade gerava. http://www.tijolaco.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário