quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Família enrolada até o pescoço

Inquérito do caso de bunker com R$ 51 mi também atribui delitos ao deputado Lúcio Vieira Lima, irmão do ex-ministro, à mãe deles e a dois ex-assessores
A Polícia Federal terminou a investigação dos R$ 51 milhões encontrados naquele apartamento de Salvador. O relatório foi para o STF e nele foi atribuído a Geddel e Lúcio os crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. E também são acusados dos mesmos delitos a mãe dos irmãos, Marluce Quadros Vieira Lima, e os ex-assessores deles Gustavo Ferraz e Job Ribeiro Brandão.
No relatório, os investigadores não indicam a origem dos recursos, mas afirmam o óbvio: o dinheiro não tem origem lícita. Explicam isso falando do absurdo que é uma pessoa guardar 51 milhões de reais em espécie dentro de um apartamento vazio, sujeito a assalto e sem nenhuma declaração oficial.
Aguardemos o que vem pela frente.  (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/EBC/FotosPúblicas) http://www.fabiocampana.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário