quinta-feira, 10 de agosto de 2017

TJ pede ação contra advogado que disse não haver Juízes honestos na Bahia

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) vai pedir para o Ministério Público (MP-BA) ajuizar uma ação penal pública condicionada contra o advogado Felisberto Odilon, que afirmou em uma entrevista a Rádio CBN que na Corte baiana não tem nem 10% de juízes honestos. 

A proposta foi apresentada na manhã desta quarta-feira (9), durante o início da sessão plenária do TJ. A Associação dos Magistrados da Bahia (Amab) também vai mover uma ação com pedido de indenização contra o advogado por ofensa aos juízes baianos. 

O desembargador Mario Albiane Júnior, em um pronunciamento, disse que o discurso do advogado Felisberto é “revestido de ódio e permeado por palavras de baixo calão”, e imputou ao desembargador do Tribunal de Santa Catarina, Eduardo Gallo, “acusações serias, de fatos graves, que merecem ser apurados, e esclarecidos, e se for o caso, devidamente punidos”. Leia essa e outras notícias na coluna Justiça!

Nenhum comentário:

Postar um comentário