quinta-feira, 3 de agosto de 2017

O que acontece com denúncia contra Temer após decisão da Câmara ?

A Câmara dos Deputados decidiu arquivar, nesta quarta-feira (2), a denúncia de corrupção feita pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer. Com a decisão dos deputados, o para ser investigado. 

Enquanto isso, o relator da ação no STF, ministro Edson Fachin, deve pedir a suspensão do prazo de prescrição – o que diminui as chances do caso não ser julgado por causa do tempo de tramitação. Ao perder o foro, o caso deve deixar o Supremo e ir para um juiz de primeira instância, que será designado pelo STF. 

A partir desse momento, em caso de condenação, Temer poderá recorrer a outras processo permanecerá parado no Supremo Tribunal Federal (STF) até o dia 31 de dezembro de 2018, quando Temer deixa de ter não só foro privilegiado mas a prerrogativa de precisar da autorização do Legislativo instâncias até voltar ao Supremo. Foto:STF/BN

Um comentário:

  1. Na minha opinião o temer é autamente estratégico e com certeza ele irar se blindar ao máximo que puder outro de le no estadão que já exite um projeto de lei par da foro privilegiado a presidentes e ex - presidentes

    ResponderExcluir