terça-feira, 8 de agosto de 2017

ITABUNA-BA: Secretaria de Saúde terá programa contra tabagismo

A Secretaria Municipal de Saúde de Itabuna (SMS) conseguiu, junto a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), insumos necessários para a implantação no município, do Programa Nacional de Controle do Tabagismo. Um fato histórico, por ser a primeira vez que o município contará com esse tipo de serviço visando beneficiar fumantes que gostariam de parar com o vício, mas não conseguem por conta própria.

O coordenador da Assistência Farmacêutica da SMS, Wanderley Machado, comemora a conquista, ao anunciar que os insumos que incluem adesivos e gomas de mascar de nicotina e até medicamentos específicos já chegaram ao município. O passo seguinte é a formação de grupos terapêuticos compostos por enfermeiros e técnicos do Departamento da Atenção Básica, para saber em quantas e quais unidades de saúde o programa será implantado. A previsão é de que até o final deste mês já esteja funcionando.

Wanderley explicou que o tratamento contra o tabagismo é gratuito e demorado, por isso será feito com a participação de grupos terapêuticos que trabalharão com os pacientes que aderirem ao programa. “Os dependentes do fumo serão cadastrados e deverão participar de reuniões previamente agendadas a fim de seguirem o passo a passo do tratamento e com isso se libertarem do vício”.

Segundo Wanderley, a demanda de fumantes é muito grande no município e foi isso que levou a Secretaria de Saúde de Itabuna à busca de programas como o do tabagismo criado pelo Ministério da Saúde. O coordenador diz, ainda, que o tabagismo é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde como doença epidêmica e uma questão de saúde pública.

“O hábito de fumar causa dependência física, psicológica e comportamental, e mata milhares de pessoas em todo o mundo todos os dias, segundo a OMS”, alerta. Em função dessa dependência, ainda segundo Wanderley, o programa poderá contar também com outros profissionais a exemplo de psicólogos, se houver necessidade, para reforçar a equipe técnica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário