sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Decisão da Câmara deixa destino de Rocha Loures em suspenso

do Bem Paraná
A decisão da Câmara Federal de negar autorização para que o Supremo Tribunal Federal (STF) analisasse a denúncia da Procuradoria-geral da República por corrupção passiva e lavagem de dinheiro contra o presidente Michel Temer (PMDB) deixou em suspenso o destino do ex-deputado federal paranaense Rodrigo Rocha Loures (PMDB), pivô do caso. Filmado pela Polícia Federal recebendo uma mala com R$ 500 mil em propina de um executivo da JBS, o ex-assessor do presidente segue em prisão domiciliar e pode ter que passar a responder pelas acusações na primeira instância.   Leia Mais »

Nenhum comentário:

Postar um comentário