quarta-feira, 12 de julho de 2017

Vacinação é uma das formas mais eficazes de prevenção de doenças

Programa Nacional de Imunizações (PNI) concentra ações de combate a infecções em larga escala
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Uma das medidas mais eficazes para a prevenção de doenças é a vacinação. A aplicação das doses para evitar infecções por vírus ou bactérias acaba beneficiando não só quem foi imunizado, mas também a população da mesma comunidade tem menos chances de contrair a doença.

Em 1973, o governo brasileiro instituiu o Programa Nacional de Imunizações (PNI), para concentrar as ações de vacinação em massa no País. A ideia era combater e erradicar doenças, como a varíola, o sarampo, a rubéola e a poliomielite com a elaboração de uma calendário de vacinações.

Atualmente, o Sistema Único Saúde (SUS) oferece 19 vacinas para proteção contra mais de 20 doenças – para adultos e para crianças.

Confira as vacinas indicadas para todos as faixas etárias, disponíveis na página especial sobre vacinação do Ministério da saúde.

Segundo a pasta, todos os anos, quase 300 milhões de doses são aplicadas nos postos de saúde do País. No ano passado, o investimento na compra de vacinas chegou a R$ 3,9 bilhões.

Vacinas
As vacinas fornecidas pelo SUS são produzidas e adquiridas pelo Ministério da Saúde de sete laboratórios públicos fiscalizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além de serem distribuídas nos postos de saúde, as doses também estão disponíveis em 47 Centros de Referências para Imunobiológicos Especiais (Crie).

As vacinas são produzidas a partir de vírus e bactérias enfraquecidos ou mortos. A aplicação estimula a produção de anticorpos que protegem o organismo de ataques futuros.

No calendário do Ministério da Saúde, todos os anos ocorrem as campanhas de vacinação, como a de combate à gripe, para evitar a contaminação. A pasta ainda oferece doses contra doenças como febre amarela, difteria, hepatite e tétano.

Como parte das ações do PNI, a pasta lançou o Programa Saúde na Escola (PSE), para intensificar a vacinação nas escolas, sobretudo das doses contra HPV e meningite.

Aplicativo
Para não perder qualquer vacina e as datas das campanhas, baixe o aplicativo Vacinação em Dia em smartphones ou tablets. A plataforma, desenvolvida pelo Ministério da Saúde, permite que o usuário elabore uma caderneta virtual. Após o cadastro, a ferramenta indica as vacinas recomendadas de acordo com o perfil. O app pode ser baixado tanto para sistemas Android, como iOS. Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário