sexta-feira, 28 de julho de 2017

Travesti é atropelada e morre após amiga recusar programa por R$ 17

No momento, a amiga subiu na calçada, mas Natalia teria ficado na rua
Uma travesti teve morte cerebral decretada na terça-feira (25) após ser atropelada por um homem que ofereceu R$ 17 por um programa a uma amiga dela, que recusou. O caso aconteceu em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, no último domingo (23).

As duas estavam trabalhando em um ponto de prostituição quando o homem se aproximou. Após oferecer R$ 17 pelo programa e receber a resposta negativa da amiga de Natalia Pimentel, ele acelerou o carro e atingiu a vítima intencionalmente, de acordo com testemunha. No momento, a amiga subiu na calçada, mas Natalia teria ficado na rua.

Socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a paciente recebeu os primeiros socorros e foi entubada, mas não resistiu. A Polícia Civil deve investigar o caso, que foi registrado como homicídio doloso. http://www.fortenanoticia.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário