domingo, 23 de julho de 2017

Temer teria comprado R$ 14 mi em imóveis de José Yunes, investigado na Lava Jato

Foto: Marcos Corrêa/ PR
A família do presidente Michel Temer comprou imóveis que valem R$ 18,4 milhões na mão do empresário José Yunes, ex-assessor especial da Presidência investigado por suspeita de corrupção na Lava Jato. De acordo com reportagem da revista Veja, dois escritórios, uma casa e o andar de um prédio em áreas nobres de São Paulo foram adquiridos entre 2000 e 2010, quando Temer era deputado federal. Ainda segundo a publicação, o peemedebista pagou R$ 2 milhões por um imóvel à Yuny Incorporadora, fundada por Yunes e atualmente controlada pelos seus filhos. Yunes é um dos citados da delação da Odebrecht como beneficiário de pagamentos em dinheiro destinados a políticos do PMDB. O caso é investigado pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Por causa disso, o empresário pediu, no fim do ano passado, demissão do cargo de assessor especial da Presidência. Ele nega ter recebido valores da Odebrecht, mas apenas um pacote entregue pelo doleiro Lúcio Funaro, operador do PMDB investigado na Lava-Jato e que está preso há um ano em Brasília. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário