segunda-feira, 31 de julho de 2017

Temer planeja anunciar mais reajustes para garantir rejeição de denúncia na Câmara

O presidente Michel Temer deixou por volta das 21h, deste domingo (30), o Palácio do Alvorada, após uma reunião de cerca de 1h30 com aliados. 

Depois de passar a tarde no Rio de Janeiro para acompanhar o trabalho das Forças Armadas, o presidente Michel Temer chegou por volta das 19h30 em Brasília e seguiu direto para o Alvorada para mais um encontro de domingo com aliados. 

Desde que a crise política eclodiu com a gravação de Joesley Batista, Temer tem feito encontros aos domingos para articular as estratégias da semana. Neste domingo, o governo quer fazer mais ajustes no discurso e nas ações para garantir que a denúncia de corrupção passiva contra o presidente seja derrubada já nesta semana, quando está marcada a sessão na Câmara. 

Apesar de interlocutores do presidente afirmarem que a preocupação em derrubar a denuncia não é do governo, que segue trabalhando, o presidente Michel Temer reitera sempre aos auxiliares que quer "tirar logo essa pauta do caminho". 

Participaram do encontro os ministros Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Eliseu Padilha (Casa Civil), Raul Jungmann (Defesa) e alguns parlamentares como André Moura, Darcisio Perondi e Beto Mansur. Foto:Beto Barata/PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário