sexta-feira, 7 de julho de 2017

Sua esponja de lavar louça pode abrigar 680 milhões de fungos e bactérias

De acordo com pesquisadores da Faculdade DeVry MetroCamp, de Campinas, São Paulo, após 15 dias de uso, a esponja de lavar louça pode acumular até 680 milhões de fungos e bactérias.

Os cientistas brasileiros realizam uma série de experimentos com esponjas que não haviam sido higienizadas durante este período. Eles afirmaram que, embora os microrganismos estejam presentes em nosso corpo e ambiente, quando em abundância podem ser perigosos. 

Uma das bactérias mais encontradas foi a E. Coli, que pode causar diarreia e febre. Ainda, o estudo garantiu que o contato da esponja com pratos, copos e talheres pode espalhar a contaminação – até que chegam à comida.

Para evitar que isso aconteça, os pesquisadores recomendam que a melhor forma de higienizar a esponja é colocá-la em um copo com água e aquecer a mistura no micro-ondas por dois muitos e diariamente. Segundo eles, apenas água e sabão não é suficiente, uma vez que, quando mais úmida, mais contaminada fica.

Outra opção sugerida por eles é mergulhar a esponja em uma solução com água sanitária (duas colheres para cada litro) por dez minutos. Contudo, deve-se ter em mente que elas dever ser descartadas a cada 15 dias. [ Catraca Livre ] [ Foto: Reprodução / Pixabay ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário