quinta-feira, 13 de julho de 2017

Sergio Moro admite que pode ter errado ao vazar áudio de ligação entre Dilma e Lula

Foto: Lula Marques / AGPT
Em meio à sentença que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o juiz Sergio Moro reconheceu que pode ter cometido um erro na liberação da conversa entre o petista e a então presidente Dilma Rousseff (PT). O caso, conhecido como áudio do Bessias, aconteceu em março de 2016. Na ligação, Dilma diz a Lula que está enviando o assessor José Messias ao encontro dele com o termo de posse de ministro, a fim de que o documento fosse usado em caso de necessidade. "Ainda que, em respeito à decisão do Supremo Tribunal Federal, este julgador possa eventualmente ter errado no levantamento do sigilo, pelo menos considerando a questão da competência, a revisão de decisões judiciais pelas instâncias superiores faz parte do sistema judicial de erros e acertos", justificou o magistrado. O STF chegou a invalidar o uso dos grampos como prova do processo, já que envolviam a presidente da República. Com a repercussão na mídia – a divulgação ocorreu dias após a condução coercitiva do ex-presidente –, a postura do juiz foi muito criticada. O diálogo também foi considerado uma tentativa de obstrução de Justiça, já que como ministro, Lula não poderia ser preso. O efeito disso foi um reforço na pressão popular, que pedia o impeachment da petista. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário