quarta-feira, 5 de julho de 2017

Polícia prende jornalista suspeita de ser 'pombo-correio' de facção paulista no RJ

Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal
Policais da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), do Rio de Janeiro, prenderam na manhã desta terça-feira (4) a jornalista e advogada Luana de Almeida Domingos. Também conhecida como "Luana Don", ela é suspeita de atuar como "pombo-correio" de uma das maiores facções criminosas do país. Luana foi presa em Ilha Bela, litoral paulista, e estava na organização "Sintonia dos Gravatas", responsável por transmitir as ordens da cúpula da organização criminosa para atuação do grupo no Rio de Janeiro. De acordo com o G1, a Justiça já havia emitido mandado de prisão preventiva pelos crimes de corrupção ativa e por integrar organização criminosa. Luana trabalhou entre 2012 e 2015 como repórter de uma rede de televisão em São Paulo e estava sob investigação porque ela já morou no Rio de Janeiro e passava informações da facção para atuação deste grupo no Rio de Janeiro. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário