sexta-feira, 21 de julho de 2017

Piloto italiano evita colisão entre dois aviões com cerca de 890 passageiros

do BOL, em São Paulo*Divulgação
Airbus A380 é o maior avião de passageiros do mundo
Um erro de altitude quase provocou uma tragédia na última sexta-feira (14) próximo às ilhas Maurício, no Oceano Índico. Uma manobra do capitão Roberto Vallicelli, pilotando um Airbus A330 da empresa Air Seychelles, evitou uma colisão com um Airbus A380 da Emirates vindo na direção contrária.

Segundo o site Aviation Herald, os aviões estabeleciam contato visual quando o piloto do A330, com capacidade para 277 passageiros, teve de fazer um desvio para a direita para evitar a colisão com o Airbus A380, o maior avião de passageiros do mundo, com capacidade para 615 passageiros na configuração usada pela Emirates (o avião pode ser ajustado para carregar mais de 850 pessoas, dependendo da companhia aérea).

As duas aeronaves estavam na mesma altitude devido a um erro de comunicação da tripulação do voo da Emirates, que não foi percebido pelos controladores de tráfego aéreo. Ao notar a rota de colisão, o sistema anticolisão de tráfego (TCAS, na sigla em inglês) foi ativado.

Reprodução/The Aviation Herald/Google Earth
Ilustração em mapa mostra trajetória dos voos EK-703 e HM-54

A manobra do piloto italiano evitou uma tragédia, mantendo uma distância de cerca de 13,8 quilômetros entre as aeronaves, enquanto "se cruzaram" na mesma altitude.

O avião da Emirates, com registro A6-EOT, fazia o voo EK-703 entre Dubai e Maurício, enquanto o Airbus da Air Seychelles, registro S7-VDM, fazia o voo HM-54, entre Maurício e a ilha Mahe (em Seychelles).  (Com informações do The Aviation Herald)

Nenhum comentário:

Postar um comentário