sexta-feira, 21 de julho de 2017

País proíbe anúncio que separe o que é de menino ou de menina

Por: Só Notícia Boa
Foto: Reprodução YouTube
Coisa de menino? Coisa de menina? O Reino Unido dá o exemplo para acabar com estereótipos de gênero.

A Advertising Standards Authority’s, agência de regulamentação de propaganda, decidiu que atribuir atividades divididas só para meninos, ou só para meninas, pode fazer mal a crianças e adultos.

Atribuir a cor rosa às meninas e o azul aos meninos, reforçando estereótipos de gênero, não será mais permitido em comerciais.

A medida foi tomada com base na atual legislação que proíbe anúncios que retratem mulheres como objetos sexuais, ou extremamente magras.

Como
Serão banidas as propaganda em que as mulheres aparecem limpando a casa e cuidando dos filhos sem receber nenhuma ajuda.

Também serão banidos materiais que mostrem homens falhando ao realizar tarefas domésticas e crianças sendo proibidas de fazerem atividades ‘“inapropriadas” ao seu gênero.

Exemplo
Como exemplo para os menores, há o comercial do cereal Weetabix para televisão.

Uma menina vestida de rosa brinca com bonecas, dança, desenha corações num diário e faz carinho no cachorro da família.

Enquanto isso, o menino, de azul, é um super-herói que ri das atividades da garota e atrapalha o que ela está fazendo, passando a imagem que garotos são bagunceiros.

A ASA também vai ficar de olho em anúncios que estereotipam adultos.

Representar homens como pais desastrados, ou como dominadores, poderão ser proibidos.

Outro exemplo é um comercial do perfume Dior Homme, com o ator Robert Pattinson.

Ele é um personagem dominante, que segura o pescoço da modelo Camille Row enquanto a beija. Com informações da Revista Galileu

Nenhum comentário:

Postar um comentário