segunda-feira, 17 de julho de 2017

O que esperar quando se está envelhecendo

Daniel Martins de Barros, Estadão - O que esperar quando se está envelhecendo
Nós teremos de aprender coisas novas, incluindo outra profissão.
Nas últimas décadas, cada geração que chega à terceira idade é surpreendida de alguma forma. Meu avô se assustou com a longevidade – falecido aos 91 anos, ele não imaginava viver tanto. Quando meus pais se tornaram idosos, já não achavam que iam morrer logo, mas nenhum dos dois antecipou que estaria trocando de emprego depois dos 60 anos. Isso me faz pensar qual será a surpresa que aguarda a próxima geração de idosos.

A pergunta é pertinente – essencial, talvez – porque minha família não é um caso isolado. A tendência é geral. Desde os anos 1960, a expectativa de vida ao nascer do brasileiro aumentou três décadas. Quando meu avô se tornou adulto, em meados do século 20, a expectativa de vida não alcançava os 50 anos; quem passava dos 65 não vislumbrava mais do que uma década à frente. Atualmente a expectativa de vida ao nascer supera os 75 anos, e quem passa dos 65 espera viver mais quase 20 anos. Enquanto geralmente as pessoas são surpreendidas pela morte, essa foi uma geração surpreendida pela vida. E, como não imaginavam viver tanto, muitos não se prepararam para enfrentar os desafios impostos pelo envelhecimento, das doenças às reservas financeiras.

A surpresa da geração seguinte, os atuais idosos, não foi estar vivo, mas estar trabalhando na terceira idade. CLIQUE AQUI para ler tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário