sábado, 29 de julho de 2017

Maia aconselha Temer a proibir divulgação de estimativas para a votação de denúncia

Foto: Beto Barata / PR
O presidente Michel Temer (PMDB) foi aconselhado a proibir a divulgação de estimativas quanto ao resultado da votação de sua denúncia na Câmara. Agendada para a próxima quarta-feira (2), a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) deve ser rejeitada no plenário da Casa Legislativa. Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, o próprio presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), alertou Temer de que a propaganda sobre os apoios confirmados na votação pode ser um tiro no pé. Na avaliação do democrata, mesmo que o presidente escape dessa primeira denúncia por corrupção passiva, um placar abaixo do esperado soará como derrota. Ainda assim, de acordo com a publicação, aliados no Congresso seguem fazendo contas. O apoio a Temer é estimado em 280 votos, na opinião dos otimistas, e 240, para os mais realistas. O deputado Beto Mansur (PRB-SP), responsável pelos cálculos, entregou, nesta quinta (27), a lista dos indecisos ao presidente. Pelas contas dele, 60 parlamentares ainda não decidiram como proceder na sessão. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário