domingo, 9 de julho de 2017

Mãe de assaltante tenta registar BO após ele levar uma 'taca' da vitima

A mãe de um jovem que foi espancado pelas vítimas em uma tentativa de assalto em Praia Grande (SP), tentou registar um boletim de ocorrência por lesão corporal, mas teve o pedido negado pelo delegado.

O filho dela, Gregory de Jesus, de 20 anos, e Erick Oliveira, 23 anos, tentaram assaltar com uma arma falsa funcionários de uma empresa que descarregavam um caminhão. As vítimas reagiram inciando uma luta corporal, fazendo a dupla se render.

Os criminosos ficaram bastante machucados e chegaram a receber atendimento em um hospital. A mulher procurou a delegacia para registrar a ocorrência da agressão, mas não conseguiu, pois o delegado alegou que as vítimas agiram em legítima defesa.

A mulher ficou revoltada e desabafou dizendo que era um absurdo, assumiu que o que seu filho fez foi errado, mas não precisava machucá-lo. Ela criticou o delegado Alexandre Cotrim após o caso repercutir nas redes sociais. - Reprodução G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário