quinta-feira, 13 de julho de 2017

É um escárnio, diz Dilma

Dilma Rousseff divulgou nota em que classifica como “um escárnio” a condenação de Lula pelo juiz Sergio Moro. “Uma flagrante injustiça e um absurdo jurídico que envergonham o Brasil. Lula é inocente e essa condenação fere profundamente a democracia”, critica Dilma. E vai em frente: “Sem provas, cumprem o roteiro pautado por setores da grande imprensa”, acrescenta, denunciando em seguida uma “perseguição sem trégua” sofrida pelo ex-presidente “há anos”; ela também critica a aprovação, na noite de ontem, do “fim da CLT”; “O país não pode aceitar mais este passo na direção do Estado de Exceção. As garras dos golpistas tentam rasgar a história de um herói do povo brasileiro. Não conseguirão”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário