sexta-feira, 21 de julho de 2017

Deputado preso, Celso Jacob pede ao TJ-DF para trabalhar na Câmara durante recesso

por Júlia Vigné
Foto: Lucio Bernardo Jr/ Câmara dos Deputados
O deputado Celso Jacob (PMDB-RJ), condenado a regime semiaberto em junho deste ano por ter falsificado documento público e dispensado licitação, pediu ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJ-DF) para continuar trabalhando externamente na Câmara dos Deputados durante o recesso parlamentar. O TJ-DF aguarda posicionamento do Ministério Público, que já havia se oposto à concessão do benefício em um primeiro cenário. O deputado foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a sete anos e dois meses de prisão. Jacob foi acusado, em 2003, enquanto era prefeito do município de Três Rios, no Rio de Janeiro, de fraudar uma lei municipal da cidade, acrescentando um artigo que não havia sido votado na Câmara dos Vereadores. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário