quinta-feira, 20 de julho de 2017

Composição do TSE em 2018 tende a dificultar recurso favorável a Lula

Guilherme Amado, O Globo
Caso Lula seja condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) depois de ser aberto o prazo de registro de candidaturas para a eleição de 2018, a defesa do ex-presidente recorrerá ao TSE.

Caberá à corte eleitoral decidir se o mantém ou não candidato, diante de uma condenação depois de ele ter se registrado.

Mas a composição do tribunal no ano que vem terá três ministros do STF que são pouco afeitos a saídas políticas e heterodoxas como a recente absolvição da chapa Dilma-Temer.

Em 2018, estarão no TSE Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Edson Fachin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário