terça-feira, 13 de junho de 2017

Temer e sindicatos transferem confronto para a Suiça

GENEBRA / Estadão – O debate sobre a reforma trabalhista se mudou nesta semana para a Suíça. Nesta segunda-feira,diante da ONU, sindicatos da CUT e outras centrais promoveram uma manifestação contra o governo de Michel Temer com o objetivo de chamar a atenção internacional contra as propostas que tramitam no Congresso. Enquanto isso, o governo conseguiu retirar temporariamente da agenda deste ano da Assembleia-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT) acusações de eventuais violações das convenções internacionais.

Uma das prioridades do governo, a reforma trabalhista ainda será defendida pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que desembarca em Genebra nesta terça-feira. Sua viagem promete ser acompanhada de perto por sindicatos que querem usar o evento internacional na sede da ONU para denunciar o governo de Michel Temer. No total, segundo os documentos oficiais do evento da OIT, mais de cem representantes brasileiros de entidades patronais, governo e sindicatos estão inscritos oficialmente para a Assembleia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário